Loading Downloads
16Episodes
Life Sciences

Seu Podcast sobre Neurociência.

Episodes

No terceiro episódio da "Batalha de Neurocientistas" o Dr. Roberto Lent conversa com Dra. Marília Guimarães sobre a dor. A dor claramente é uma sensação desagradável e possivelmente incapacitante. Por isso, é crucial estudá-la. Nessa conversa, a Dra. Marília conta sobre um novo método com células humanas que ela desenvolveu para estudar a dor e testar novos medicamentos. Nele, células de doadores são reprogramadas no laboratório para formar neurônios periféricos em placas de laboratório. Como nessa imagem, os neurônios se organizam em um formato tipo de um gânglio - os prolongamentos dos neurônios podem ser vistos em verde, os núcleos celulares em azul e, em amarelo, os receptores responsáveis pela percepção da ardência da pimenta malagueta. Ficou curioso? Não deixe de ouvir tudo, vem muito mais por aí...

Para saber mais, acesse: https://neuropod.com.br/2020/08/31/o-que-e-e-como-estudar-a-dor/

Anfitriãs: Dra. Fernanda Barros-Aragão e Paula da Silva Frost

Edição: Henrick Peres https://www.99freelas.com.br/user/henrickperes

Música Charmed Life por Adam Selzer.

Imagem retirada de Guimarães e col., Front. Mol. Neurosci., 2018. https://doi.org/10.3389/fnmol.2018.00277

Play Now

Nesse episódio, as anfitriãs, Dra. Fernanda Barros-Aragão e Paula S. Frost conversam sobre os impactos da COVID-19 no cérebro e as possíveis consequências futuras. Por fim, elas discutem formas de prevenir a COVID-19 e de proteger o cérebro de seus impactos negativos.

Links para saber mais e para referências:

 https://neuropod.com.br/2020/07/10/neurocovid-como-a-covid-19-pode-afetar-o-cerebro/

https://neuropod.com.br/2018/06/29/mini-cerebros-de-laboratorio-e-celulas-tronco-humanas-em-pesquisa/

 Música Charmed Life por Adam Selzer.

 

Play Now

No segundo episódio da série "Batalha de neurocientistas" o neurocientista Roberto Lent debate com a psicóloga Rosinda Oliveira sobre a capacidade do cérebro de se modificar, ou seja, plasticidade. A conversa teve como foco o desenvolvimento do cérebro e a plasticidade nos chamados "períodos críticos" de desenvolvimento. A capacidade do cérebro de se modificar é o que nos torna capazes de aprender umas coisa nova, um idioma novo, música ou mesmo de se recuperar após um traumatismo. 

Veja mais no nosso site: www.neuropod.com.br

Essa série é fruto de uma parceria do NeuroPod com o Instituto D'or de Pesquisa e Ensino (ID'or). Para saber mais sobre o curso de Neurociência translacional oferecido pelo ID'or acesse:

http://www.idor.org/cursos/neurociencia-translacional

Link para aula do prof. Roberto Lent sobre o desenvolvimento do cérebro e sua capacidade de se modificar (plasticidade):

https://www.youtube.com/watch?v=QrGuYna62XU&feature=youtu.be

 Música Charmed Life por Adam Selzer.

Play Now

O NeuroPod, em uma parceria com o Instituto de Pesquisa D'or (ID'or), tem o prazer de lançar a série "Batalha de Neurocientistas". Nessa série, o célebre prof. Roberto Lent irá debater temas quentes das neurociências com pesquisadores convidados. No histórico embate de hoje, o prof. Vivaldo Moura Neto aceita ser provocado sobre as células da glia. Seriam elas tão importantes quanto os neurônios para o funcionamento do cérebro? E seria o cérebro tão soberano assim? Ou estaria ele sob influência das pequenas bactérias e outros microrganismos que colonizam nosso intestino? O que tem nesse tal de sistema nervoso entérico? Não deixe de ouvir até o final, essa discussão vai dar o que falar até o último segundo!!

Veja mais no nosso site: www.neuropod.com.br

Link para aula do prof. Roberto Lent sobre o cérebro, suas células e sinapses:

https://youtu.be/GeXCCaMxQOE

Para saber mais sobre o curso de Neurociência translacional oferecido pelo ID'or acesse:

http://www.idor.org/cursos/neurociencia-translacional

 

Música Charmed Life por Adam Selzer.

Play Now

Nesse episódio falamos um pouco sobre o que há de mais recente acerca dos efeitos benéficos do exercício físico no cérebro. Para isso, entrevistamos a profa. Andréa Camaz Deslandes, do Instituto de Psiquiatria na Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPUB/UFRJ). Nas suas pesquisas, crianças, adolescentes, adultos e idosos, portadores de transtornos psiquiátricos, doenças neurodegenerativas ou não (indivíduos saudáveis) são postos a fazer exercício físico, aeróbio ou aneróbio. Após, os pesquisadores avaliam o efeito destes exercícios sobre a memória, cognição e aprendizagem dos voluntários. Quer saber o que acontece? Não deixe de ouvir este episódio.

Play Now

Tudo começa com a fecundação de um óvulo por um espermatozóide e pronto: tem-se o embrião! Mas ele ainda precisa se desenvolver para formar um bebê. Como de uma única célula ele passa para um organismo completo? Quem orquestra essa dança e faz com que cada órgão se desenvolva em seu devido lugar e exerça suas funções essenciais? Essas são as perguntas que a biologia do desenvolvimento tenta responder. Nesse episódio, entrevistamos o professor José Garcia R. Abreu Jr, do Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ. Ele pesquisa o desenvolvimento do cérebro e do sistema nervoso central. Essas pesquisas podem ter diversas aplicações, que vão desde terapias com células tronco a terapias para doenças neurodegenerativas ou mesmo tumores.

Play Now

Nesse episódio falamos sobre a pesquisa recém publicada por pesquisadores brasileiros sobre um hormônio produzido durante o exercício físico, a irisina, que tem efeitos benéficos na memória e pode prevenir a doença de Alzheimer. Fernanda Barros-Aragão entrevista o Dr. Mychael Lourenço, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que liderou essa pesquisa. Dr. Mychael nos conta um pouco sobre sua trajetória, sobre sua pesquisa e muito mais. Música "Charmed Life" por Adam Selzer.

Play Now

Nesse episódio falamos sobre o time de células que compõe nosso cérebro e a comunicação entre elas em uma conversa divertida com a Dra. Dora Brites, da Universidade de Lisboa. Quando o time não funciona bem, ou seja, quando não há uma boa interação entre neurônios e células da glia, o cérebro também não vai bem e aparecem diversas doenças: como as doenças de Alzheimer, esclerose múltipla e esclerose lateral amiotrófica, estudadas pela Dra Brites.

Play Now

Quem já foi professor ou aluno sabe que o processo de aprendizagem não é nada fácil. Ele requer disciplina, persistência, esforço e paciência - isso não vai mudar, mas será que pode ser um pouco mais fácil? Qual a melhor metodologia para dar aulas? Por que cada aluno aprende de uma forma? Talvez a ciência possa ajudar a responder essas perguntas. No episódio deste mês falamos sobre a rede nacional de cientistas formada em 2014 para unir esforços para gerar soluções para educação, a Ciência para Educação (CpE). Entrevistamos o prof. Roberto Lent da UFRJ, neurocientista e coordenador da rede. Ele nos conta um pouco sobre sua própria pesquisa e também do que podemos esperar dessa iniciativa. 

Play Now

A deep brain stimulation (DBS), ou estimulação cerebral profundajá é uma realidade para o tratamento de Parkinson, tremor essencial e distonia no Brasil. A lista de doenças que podem ser tratadas por essa técnica tende a aumentar, já estão sendo feitos testes clínicos para sua utlização na depressão, transtorno obsessivo compulsivo, epilepsia, obesidade e anorexia. Esse tratamento tem uma natureza reversível e de intensidade controlável.

Nesse episódio, entrevistamos o Dr. Roger Walz e ele nos conta tudo sobre o DBS: como funciona, seu histórico, quem pode implementar o DBS, como é a cirurgia e muito mais! 

Dr. Walz é um médico neurologista com muita experiência em cirurgia de epilepsia. Recentemente, ele fez um pós-doutoramento na Califórnia na área da estimulação cerebral profunda. Ele aprendeu uma técnica que utiliza registros elétricos para o estabelecimento da região específica onde os implantes do DBS devem ser posicionados no cérebro do paciente durante a cirurgia.

Agora, de volta ao Brasil, ele faz parte de uma equipe de neurologistas e neurocirurgiões que usam essa técnica e atendem pacientes pelo SUS. Ao mesmo tempo, ele também mantém um laboratório de pesquisa básica na área. Em parceria com o departamento de engenharia da Universidade Federal de Santa Catarina, eles estão desenvolvendo um protótipo de DBS para roedores, para estudar novos padrões de estimulação e o efeito de estímulos em diferentes áreas cerebrais.

Play Now

Load more

Play this podcast on Podbean App